Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 


A Secretaria Estadual de Turismo, juntamente com a Secretaria Municipal de Turismo, está realizando uma campanha que visa à importância da participação de todos os cidadãos na luta contra a Covid-19, a divulgação dos Dez Princípios de mobilização contra a Covid-19 visa que municípios e comunidades atuem criativa e espontaneamente em mutirão para lidar com os desafios dos tempos que vivemos hoje de forma altamente prática e eficaz, visando construir um novo turismo no período pós-crise.

Serão dez princípios voltados para a missão de todos em preservar a vida, com o exercício da solidariedade e do companheirismo. Cada princípio conterá imagens de um ponto turístico do nosso município.

Vamos divulgar ao máximo e unir a informação sobre como lidar com os novos tempos que estamos vivendo e também divulgar os atrativos turísticos e culturais de Indiaporã.

Conheça, abaixo, os Dez Princípios de mobilização contra a Covid-19 que a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo padronizou. O site da Prefeitura também traz as imagens escolhidas do município (clicar na primeira para ter acesso as demais).
 As imagens foram escolhidas pela Secretaria de Cultura e Turismo e visam destacar o potencial turístico da cidade.

1. Foto: Trevo recém construído, com representativo das riquezas naturais de Indiaporã. Cachoeira e cultura indígena.
 - O momento é de colocar a vida em primeiro lugar. Aja no dia a dia para preservar a vida e saúde de si e todos ao seu redor. A grande prioridade do momento é de diminuir/zerar as possibilidades de contágio/disseminação do coronavirus em seu município/comunidade. 

2. Foto: Índia Sentada – Trevo recém remodelado.
 - Participe e incentive todos ao seu redor a atuar em mutirão, com mobilização de grupos/grandes grupos atuando em rede (mesmo a partir do que fazem de casa, em quarentena) para contribuir para o processo de diminuir/zerar as possibilidades de disseminação do vírus. 

3. Foto: Jet-ski - Representatividade do esporte aquático muito praticado nos braços do Rio Grande.
- Esteja alerta para as orientações que vêm/virão das lideranças de seu município/comunidades. Essas orientações trarão pragmatismo a tudo que os mutirões poderão fazer acontecer. Por exemplo, se a orientação for de que cem por cento da população deva usar máscaras no dia a dia, os mutirões deverão fazer isso efetivamente acontecer, até mobilizando todos a produzirem máscaras em casa. 

4. Foto: Vista aérea do balneário Municipal, a amada Prainha artificial.
 - O momento é de grande iniciativa e de ação e não de espera. Ação voluntária, criativa deverá estar no centro dos mutirões. Não espere que a ordens venham de cima para começar a agir. Use toda a sua criatividade (inclusive inteligência/engenhosidade coletiva) para transformas as orientações que virão das lideranças em soluções efetivas para conter a disseminação do vírus. Seja o tempo todo pró-soluções. 

5. Fotos: Park Hotel – Parque aquático muito visitado e referência na nossa Região Turística.
 - Supere todas as formas de egoísmo em seu dia a dia. Pense o tempo todo no bem estar de todos, sem qualquer tipo de exclusão. Estamos em tempos de solidariedade e ajuda mútua. A ideia é que todos os membros do município/comunidade atuem no dia a dia pensando no bem comum. Dessa forma emergiremos, depois que a crise for superada, como cidades que promovem a vida – em todas as suas formas – algo essencial no turismo pós vírus.  

6. Foto: Casa do Sertanejo – Em memória das antigas casas de pau a pique, réplica perfeita da casa do homem do campo, antes da energia elétrica e as tecnologias retrata a cultura do início da nossa região.
 - Busque o melhor nível de harmonia no município/comunidade. Não é hora de conflitos e polarizações. Vivemos hoje tempos em que precisamos de boa vontade em tudo, até buscando o melhor relacionamento com todos na comunidade. Lembrar sempre que somos um grande organismo vivo em que todas as partes precisam atuar em perfeita harmonia com o todo (algo também essencial no turismo pós crise). 

7. Foto: Imagem aérea do Rodeio de Indiaporã, no Recinto João Scatolin.
 - Atue em sua área de ação sempre pensando no todo da comunidade, como se você fosse o líder maior responsável pelo bem-estar do todo. Pense grande e tenha intenções amplas e de elevado alcance. Com intenções grandiosas e nobres, mesmo ações pequenas podem trazer excepcionais resultados. O contrário – intenções pequenas, mesmo com ações grandiosas - poderá produzir muito poucos resultados. 

8. Fotos: Imagens que expressam os esportes praticados no nosso Rio Grande.
 - Ajude os líderes formais de seu município/comunidade a criar contextos de alta motivação, animação e participação voluntária de alto engajamento. Procure neutralizar todo tipo de pessimismo e desânimo ao seu redor. Estaremos coletivamente lidando de forma muito criativa e eficaz com os desafios que vivemos se todos estiverem em seu melhor estado, não só físico, mas principalmente mental, emocional e existencial (honrando a vida e fazendo nossas vidas terem valor e significado). Esse contexto de “todos em seu melhor estado” deverá perdurar depois da crise e ser mais um ponto de essência para o turismo em novo nível de consciência. 

9. Fotos: Festa do Milho, tradicional e filantrópica que reúne toda a região e mobiliza os munícipes em prol a Casa de Saúde.
 - Atue no dia a dia com humildade, mas sempre procurando ocupar todos os “espaços vazios” ao seu redor. E em vez de criticar os líderes formais de seu município/comunidade, procure ajuda-los de forma positiva e construtiva o tempo todo. Lembre-se: ninguém foi preparado para lidar com a crise que vivemos no mundo hoje. Todos precisamos de ajuda e todos podemos ajudar. 

10. Foto: Aérea Igreja Matriz e centro do município, imagem que retrata a beleza de um dos nossos cartão postal.
 - O momento hoje é da cultura de servir e não de mandar, de exercitar poder sobre outros. Seres humanos servindo seres humanos. Líderes servidores. Tempos de elevado nível de consciência em ação: “Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você”. É a Regra de Ouro. Mas de essência para essência. E nunca de ego para ego. Mais uma vez: é tempo de egoísmo zero. Até para a construção de um turismo muito diferente depois que a crise for superada.

PREFEITURA MUNICIPAL DE INDIAPORÃ

*Material retirado do site oficial da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo

Por Mônica Mileni

 

Data: 14-05-2020 12:14:20