DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE REALIZA ESTUDOS NA MICROBACIA DO CÓRREGO DO TATÚ

Visando a necessidade em se capacitar os técnicos municipais para um melhor desempenho das atividades realizadas no cotidiano, através de processo de seleção oferecido pela Agência Nacional das Águas – ANA e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, foi aceita uma proposta de estudo apresentada pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente, no qual credenciou a participação do técnico responsável pelo setor a cursar uma Especialização a Distância em Elaboração e Gerenciamento de Projetos para a Gestão Municipal de Recursos Hídricos. Como parte do cronograma do curso, nas disciplinas de Princípios de Hidrologia Ambiental e Manejo e Conservação da Água e do Solo, tornou-se oportuna a realização de estudos na microbacia do córrego do tatú do município de Indiaporã.

Definição de Bacia Hidrográfica:

“A bacia hidrográfica é uma área de captação natural da água de precipitação que faz convergir os escoamentos para um único ponto de saída, seu exutório. A bacia hidrográfica compõe-se basicamente de um conjunto de superfícies vertentes e de uma rede de drenagem formada por cursos de água que confluem até resultar um leito único no exutório” (TUCCI, 2004).

Sabe-se que é muito importante o monitoramento do dinamismo da bacia hidrográfica, sendo assim, um dos itens que podemos salientar que pode sofrer alterações devido às ações antrópicas é a perda de qualidade da água, que pode provocar a descaracterização de um curso d’água e/ou lençol freático, morte de vida aquática, impossibilidade de uso da água para diversas finalidades, desequilíbrio entre espécies animais e até ocorrer a extinção das espécies endêmicas além da proliferação de doenças.

Por isso, deve-se utilizar esses recursos de forma responsável e com planejamento, garantindo a preservação dessas regiões de grande importância para a manutenção da vida. Por fim, é possível garantir a qualidade ambiental desde que sejam colocados em prática os deveres exigidos e também agir com responsabilidade, principalmente para evitar ações que causem o assoreamento dos cursos d’água devido aos processos erosivos provocados pelas práticas agrícolas e pecuária, além da falta de vegetação no entorno dos córregos que facilita o carreamento de partículas de solo para os mananciais, necessitando sempre de práticas que visem a restauração e proteção dos recursos hídricos.

Resultados obtidos através dos estudos realizados na Microbacia do Córrego do Tatú:

- Estudo 01 - Princípios de Hidrologia Ambiental
Download: https://www.dropbox.com/s/ty0ljoqhw0opsm9/Estudo%2001%20-%20Bacia%20hidr...

- Estudo 02 - Manejo e Conservação da Água e do Solo
Download: https://www.dropbox.com/s/t74ytbvxcx2p1mp/Estudo%2002%20-%20Manejo%20e%2...